Divã do Sicko – Autoatendimento – Leitora #42

O que é isso?

 

O Autoatendimento é uma sessão do Divã do Sicko que publica respostas de leitores anônimos ao nosso FORMULÁRIO DO DESABAFO.

Pra que é isso?

MUITAS pessoas não têm com quem desabafar. Assim que publiquei a ideia o número de pessoas que responderam foi ASSUSTADOR. Muita gente me escreveu só para agradecer pela oportunidade de ter onde falar. Muita gente preenche o formulário e escolhe a opção de NÃO ser publicado, ou seja, SÓ QUEREM ESCREVER para ninguém ler, exceto eu.

Acredito que o simples exercício de se expressar e ser lido por outros pode ajudar, e muito, a gente que vive à beira do abismo. Aos que optam por serem publicados aqui, ainda há a possibilidade de ler os comentários e, se quiserem, interagir com outros leitores.

 

Leitora #42

Informações básicas

Idade: 22

Sexo: Feminino

Orientação sexual: Heterossexual

 

Infância

O que melhor descreve o ambiente em que você foi criado?

Caótico

Se quiser, elabore a respeito:

Tenho uma família incomum, um casal de tios que não são casados e sim irmãos da minha mãe e solteiros me criarem com ajuda da minha mãe, ela engravidou do chefe numa festa de final de ano da empresa. Marquei caótico pois minha mãe claramente tem problemas psicológicos mas como era de família muito humilde não conseguiu ter acesso a tratamentos psicológicos, o quadro dela foi se agravando com o passar dos anos e desde dos meus 7 ela é usuária de crack trazendo com isso todos problemas relacionados a droga para dentro de casa. Pensei em marcar disfuncional pois apesar da minha mãe meus tios foram pessoas sensacionais que mesmo com os seus próprios problemas sempre me criaram com muito amor e compreensão. Conheço meu pai biológico e ele fez e faz muita diferença na minha vida mas não merece ser citado de pronto.

Histórico psiquiátrico

Se você já foi diagnosticado com alguma doença psiquiátrica, diga quais

Transtorno de personalidade histriônica

Você faz tratamento?

Sim, com psiquiatra e psicólogo

Fale um pouco a respeito da última respostas:

É complicado falar sobre a última pergunta, um filme passa pela minha cabeça de tudo que vivi e de tudo que sou. Eu adoro falar sobre saúde mental pois sei o que é não tê-la, sei o quanto foi doloroso o tratamento mas sei também o quão importante e especial é encontrar esse equilíbrio, por isso antes de tudo se tratem, se cuidem e se amem, não é fácil e não deve ser mas seu corpo e sua vida são te dadas uma só vez. Como disse tive uma infância caótica e desenvolvi o transtorno, a minha adolescência foi toda baseada no transtorno e cheguei no limite da loucura, o real e o imaginário eram a mesma coisa, minhas crises de pânico e ansiedade só aumentavam, comecei a desenvolver problemas físicos relacionados a doença por causa dos excessos mas ainda assim demorei um tempo a procurar ajuda o que hoje considero fundamental para minha melhora, ir no fundo do poço foi importante para saber que não dava pra descer mais então eu precisava subir. Com pouco mais de 18 anos comecei o tratamento com remédios (para a depressão) e terapia e foi um divisor de águas em minha vida. Hoje a vida vai bem, eu as vezes sinto o peso da minha história mas hoje consigo olha-la com compaixão e não me deixo ser refém do meu passado. Saber da minha doença me possibilita um olhar crítico as minhas atitudes, ainda sou eu haha então tenho traços do TPH muitos claros mas que de forma realista são tratados por mim. Hoje expresso o que eu chamo do meu sentir demais em arte e na escrita que são duas válvulas de escape para mim, ainda tenho questões que gostaria de tratar num futuro próximo na terapia mas tem sido interessante “andar com as próprias pernas”. Para os leitores já vi em muitas cidades consultórios e grupos que cobram valores simbólicos para o tratamento psicológico e psiquiátrico e isso deveria ser prioridade na vida de cada um. Por fim Sicko achei muito bacana sua iniciativa e se colar um dia adoraria sair com você 😉 PS: Eu JURO que to bem hahahah

Abusos

Já sofreu abuso sexual?

Sim e não denunciei

Se sim, conte o que quiser a respeito

Por um primo mais velho na infância (dos 7 aos 12), aconteceu algumas vezes e pelo que entendo ajudou a desenvolver o TPH. Não denunciei na época pois como criança achava que meus tios e minha mãe iriam me odiar e me culpar, o tempo passou e eu ficava muito confusa em relação a isso pois me sentia muito culpada, hoje já não vejo sentido em falar sobre isso com minha família, me senti mais confortável em tratar desse assunto com a psicologa.
Já sofreu algum abuso físico (não sexual) ou psicológico? *

Sim e não denunciei

 Se sim, conte o que quiser a respeito

Tive um relacionamento regado a abusos psicológicos e alguns físicos, talvez hoje isso afete a dificuldade que tenho de me relacionar, não costumo sentir interesse nos outros.

Se já sofreu algum desses abusos, você já teve outras experiências POSITIVAS com o abusador? Como isso te faz se sentir?

Em relação aos abusos sexuais do meu primo na infância ouve uma fase que é comum nesses casos de se apaixonar pelo abusador, no caso do meu relacionamento ele era cheio de idas e vindas e ele sempre dizia que apesar dos pesares tinha as melhores das intenções e como eu me encontrava em um momento delicado da minha vida aceitava aquilo como lições e provas de amor.

Segredos e pensamentos

Quais seus pensamentos secretos mais profundos? Não coisas que você faria, mas coisas que você tem medo ou vergonha de admitir que pensa

Vejo uns pornos bizarros as vezes

Quais seus segredos mais profundos? Coisas que você JÁ FEZ ou que fizeram com você

Ser estuprada quando criança foi terrível, não sei se o pau dele era grande demais ou era por que eu tinha mãozinhas. O crack também foi devastador, vi minha mãe morrer sem poder fazer nada e implorando de joelhos para que ela ficasse na clinica de reabilitação
Do que você mais se arrepende na vida?

De ter magoado pessoas que não tinham culpa da minha forma torta de lidar com a vida. Hoje sou feliz e sei que tudo que vivi foi importante para chegar aqui agora.
O que te mais te deixa triste ou ansioso nesse momento?

O futuro, essa incerteza louca mas não tem muito o que fazer, faço o melhor que posso no presente, se tudo der errado no futuro posso pelo menos colocar as duas mãos na cintura e falar: É… fiz o melhor que podia, hora de tentar outra coisa
Do que você mais tem medo?

Que minha amada tia morresse, ela é minha melhor amiga e amo demais ela, uma pessoa iluminada que trouxe muito amor, compreensão e alegria para minha vida. Mas se eu pudesse desejar alguma coisa para esse meu medo é que ela tivesse uma partida gentil.
Qual a última vez que alguém te fez se sentir como um lixo?

Levei um pé na bunda tem um mês, tenho dificuldade em me interessar alguém mas essa cara foi com jeitinho pra no final partir meu coração. Podia ter pelo menos falado o que foi que aconteceu mas ele falava que estava empolgado com a gente até que parou de me responder haha
Você já pensou em suicídio?

Sim, mas nunca tentei

Se quiser, conte mais a respeito

A depressão é terrível, tive que lidar com ela pois não sabia ser diferente do que era mas sentia nojo de mim, fiquei um tempo nesse limbo e hoje to belezinha, ainda bem.
 

Coisas boas

Quais seus planos para daqui a 5 anos?

Quero continuar fazendo coisas que me fazem feliz, sou muito feliz atualmente com minha família e espero que essa harmonia continue, sou feliz com meu trabalho e sinto que faço diferença. Hoje sinto que tenho que evoluir, pode ser que em 5 anos isso não faça tanto sentido como agora mas pra mim preciso trilhar esse caminho do auto conhecimento, sendo alguém melhor pra mim e de tabela para o mundo, eu realmente acho que existem pessoas bacanas no mundo e geralmente quem não é foi por que não aguentou a quebradeira, quero fazer parte do grupo de gente bacana e se puder quero ajudar a galera a aguentar o batidão chamado vida.
E o que você está fazendo para conseguir realizar essa visão?

Faço o melhor que posso dentro dos meus limites, me respeitando e pensando no próximo. As vezes meu melhor vai se resumir em não mandar ninguém tomar no cu, as vezes vai ser ajudando meu colegas de trabalho e a galera da faculdade, as vezes vai ser servir de ombro amigo, as vezes vai ser ajudando um desconhecido e as vezes vai ser focando no meu melhor. Como disse acredito que sendo alguém melhor pra mim consigo passar isso pro mundo, sendo alguém melhor pro mundo consigo ser melhor pra mim. Isso é um cilculo, ledondo.
O que te faz feliz?

Boas conversas, um filme legal, a natureza também me deixa feliz, tomar uma cervejinha com minha família, limpar a casa toda e depois tomar um banho e vestir pijama hahaha
Qual sua melhor lembrança?

Tantas… mas tem uma especial que nunca contei pra ninguém, o dia que vi Deus. Juro que foi real! haha Eu devia ter meus 5 anos e lembro que era época de natal por que tinha pisca pisca ligado na varanda, aí eu tava na varanda e olhei pro seu escuro e vi um rosto no céu que me dizia pra ser forte, eu senti muito medo e corri pra cozinha me esconder entre a pia e o fogão e de repente minha mãe que na época estava sóbria veio procurar e me achou, corri pra ela me abraçar e ela disse: então você estava aí mocinha. Foi e ainda é lindo lembrar disso, eu consigo sentir tanto amor nessa lembraça
Se fosse aconselhar uma pessoa com os mesmos problemas que os seus, o que você diria para ela fazer para ser feliz?

Se encare, olhe no fundo dos olhos dos seus demônios e faça BUU vai ver que eles são fracos e não você, seja quem você é, sinta o que quiser sentir, vá o mais fundo que puder ir dentro de você para aí sim se virar para o mundo, não tenha vergonha, estamos todos no mesmo barco, não tenha medo do amor nem da dor, não se anule para evitar o sofrimento, solitude é diferente de solidão, se encha de você mesmo, respeite sua historia e a olhe com compaixão, se ame.
Quer ver sua resposta publicada anonimamente no lol?
Sim

 

IMPORTANTE

NADA substitui o acompanhamento de um profissional. Se precisar de ajuda, procure um psiquiatra ou psicólogo. NÃO SOFRA SOZINHO. 

 

Se estiver pensando em suicídio, procure ajuda junto ao CVV ou em algum plantão psiquiátrico na sua cidade.

 

LEMBREM-SE, muita gente anda por aí carregando um peso que você desconhece. Seja gentil 🙂

loading...