BOIOLOL – As gírias das gay

Ahhh… os gays! Não posso reclamar, nós somos muito inteligentes. Estamos quase criando um dialeto próprio de tantas palavras e gírias diferentes que já lançamos no mundo. Todos vocês já devem ter notado que quando gays conversam, volta e meia soltam uma palavra difícil de identificar né? São tantas que até eu me perco as vezes.

Pois bem, depois de mostrar para vocês como não ser babaca com minhas miga, agora volto aqui nesse antro recheado de ppk para traduzir algumas palavras que normalmente são usadas por nós, as lindas. Obviamente não tem como colocar todas, são centenas!

Hoje em dia com essa loucura que é a internet, muitas palavras e expressões surgiram de novelas, memes etc. Mas as palavras mais antigas costuma ter raízes africanas e no candomblé.

Então, presta atenção na titia aqui que tá na hora da aula! Quem sentar no fundão vou usar um outro pau pra fazer a palmatória.

Para ler ouvindo:

[responsive_youtube https://www.youtube.com/watch?v=_3rqWluaCNE]

 

Let´s go gurls:

 

 

A

 

Arrasou/Abalou: quer dizer que alguém mandou bem. Pode ser usado também como Lacrou. Uma boa frase que pode substituir essas duas palavras veio da internet: “A senhora é destruidora mesmo ein viado”. Quando chamamos alguém de destruidora, é porque ela arrasou, lacrou, sambou na cara das inimiga e/ou recalcada.

 

"Ain, esse designer a - rra - sou!"

“Ain, esse designer a – rra – sou!”

Amapoa: quando nos referimos a mulheres (Deus me livre!), chamamos elas de amapoa ou simplesmente amapô.
Aqüe: Mesmo você, heterossexualzinho, não usando essa palavra, isso é uma coisa que você com certeza gosta muito – dinheiro, gata! Quem não fica esperando pra receber o aqué no final do mês que só dura os três primeiros dias da semana né nõn?
Aquëndar: Atenção que isso aqui é muito importante! Pode ser usando para chamar atenção, do tipo: “Aqüenda aqui o que eu to falando, viado!” essa pessoa tá pedindo total atenção para o que ela fala. Ou também “Aqüenda aquele boy que tá passando ali.” Quando uma manda tá falando pra outra que tem um homem gato do outro lado da rua. Maaas não é só isso, tem outra variante também que eu adoro que pode se referir ao sexo: “Ontem aqüendei um boy MA-RA-VI-LHO-SO”. Ai que delícia!
Atender: quando a gay vai transar ou ficar com alguém.
A Bete Faria: expressão quando você quer dizer que pegaria alguém.
Alôca: pra dar um tom de humor ao falar. Pode ser porque você falou algo muito exagerado, surreal ou quando apenas tá querendo dar o “tom” da piada.

 

 

 

B

Babado, bafo e bafão: os dois primeiros são mais usados quando as bicha querem conversar ou fofocar. “Gata, tenho um bafo pra te contar”. E o último pode significar algo mais sério como uma briga ou um vexame daqueles!

 

Banheirão: quando a gay fala isso é porque ela está indo ao banheiro público manjar roula de outros caras ou até mesmo fazer pegação. Pode acontecer de dar MATCH e dois ou mais caras ficarem excitados com a situação e fazerem uma brincadeira ali mesmo. Nossa, como já vi muitas penes com aliança nos banheiros da vida.

 

Fazendo um BANHEIRÃO discreto

Fazendo um BANHEIRÃO discreto

Bee: um modo carinhoso de chamar as miga gay.
Barbie: essas são as linda, aquelas gay (normalmente mais afeminadas) que são saradíssimas, com o corpo todo trabalhado na academia, nos supinos, agachamentos e roscas diretas.

 

Bofe: referência a homens bonitos tanto heterossexual e também para homossexual que não é afeminado.

 

 

C

 

Cafuçu: tem gente que usa pra chamar um homem que é muito gostoso mas tem o rosto feio, mas prefiro o outro significado que é usado quando o homem é mais rústico, bruto e essa é a beleza dele.
Cheque: nossa esse é complicado viu… passar cheque é quando a gente erra na chuca (ato de lavar parte do reto pra fazer sexo – em breve teremos um tutorial) e suja o pau do parceiro de MERDA. Ecaaaaa!

 

Caminhoneira: as mulheres homossexual masculinizada. Aquelas que são mais macho que eu.

 

Não é esse tipo de cilada, Bino!

Não é esse tipo de cilada, Bino!

 

Carão/Close: É quando a gay faz muita pose, ta se sentindo tão gata que anda só no carão.

 

Colar velcro: quando duas moças estão se pegando. Imagina duas ppk se esfregando? Então!
Colocação: quando a bicha tá muito louca, quando ela usa drogas ela tá colocada.
Coió: antigamente era mais usado quando alguém sofria homofobia (física, verbal psicológica). Hoje em dia também é usado quando alguém leva um puxão de orelha, um esporro ou quando brigam com você.

 

Crossdresser: quando a pessoa gosta de se vestir com roupas do gênero oposto ao dela. (tem muita gente aqui que faz isso escondido que eu seeeei).

 

 

D

Desaqüendar: quando a pessoa tá saindo fora, indo embora. Pode ser usado também pra apressar alguém “Desaqüenda minha filha!”.

 

E

 

É tudo: quando é algo muuuuuuito legal, interessante ou quando você fala daquele gato ou gata.

 

 

Entendido (a): Qualquer pessoa do meio GLS. “Aquele cara é entendido” ou seja, ele é gay.
Elza: é usado na expressão “dar a Elza” que quer dizer ROUBAR. Ahhh sua bicha ladra, dando a Elza no perfume importado das miga né? Safada!

 

Dando uma na Elza

Dando uma na Elza

Erê: quando estamos nos referindo à criança.
Equê: mentira. Aquela bicha equêzeira!

 

 

F

Fancha: as sapatão, lésbica.
Fritar: ficar louca na balada. Quando usam drogas como bala (ecstasy), doce e dançam enlouquecidas na festa. Ela tá lá fritando, dançando muito. Às vezes pode ser usado pra quem não sai da pista de dança mesmo sem ter usado drogas.
Fazer a egípcia: Saca aquelas coisas antigas do egito, que ficam desenhadas na parede? Os bicho lá tão sempre de perfil né? Então, essa expressão vem daí, quando a pessoa se sente superior e vira o rosto prazinimiga.
Fazer a Winona: a ladra, a que sempre leva um copo do boteco, tá fazendo a Winona.
Fazer a Alice: aquela pessoa que fala umas merda, que viaja demais.
Fazer aloka: fazer algo sem explicação, surtada.
Fazer a Kátia a cega: quando a pessoa tá se fazendo de boba, besta, retardada, desentendida.

 

Dica: não é o Roberto Carlos

Vou só deixar essa foto do  Roberto Carlos aqui

Fazer a Heleninha: quando aquela amiga sua é muito cachaceira, bebe demais da conta! (Referência à Heleninha Roitman).

 

 

G

Gaydar: o poder que um gay tem de identificar o outro (sim, existe!).

 

"Senhor, acho que identificamos um aqui!"

“Senhor, acho que identificamos um aqui!”

 

Gravar: fazer sexo oral (adoro!) – “Peraí miga que vou ali rapidinho fazer uma gravação com o boy”.
Gongar: Quando a gay fala mal de alguém. Pode ser na cara da pessoa ou pelas costas, fica lá gongando as inimiga.
Gustavo Lima: quando tá se referindo uma pessoa que não tem mala (veja logo mais abaixo). Pode ser usado também junto com a expressão “Fazer a Gustavo Lima”.

 

 

I

Irene – quando a gente fala de uma pessoa idosa, bem mais velha.

 

 

M

Mona: usado pra se referir a uma mulher ou uma gay afeminada.
Mala: é o volume do penes, principalmente quando tá marcado na roupa ou na cueca. “Olha a mala daquele bofe!”.

 

 

N

Neca: diferente da mala, aqui é quando nos referimos ao pau propriamente dito e não ao volume que ele dá.

 

 

O

Odara: Homem muito lindo! Aquele bofe odara!

 

Desculpem, tive de postar isso aqui

Desculpem, tive de postar isso aqui

Ocó: mais uma, das várias expressões para homem.
Oxanan: cigarro.

 

 

P

Pegação: pode ser sexo sem compromisso, ou então uns amassos mais nervosos.

 

Padê: nome dado à cocaína.
Picumã: arrasou no picumã, gata! Ou seja, arrasou no cabelo! Vocês já aprenderam o que é equê, né? Então se você juntar as duas, surge então o Picumã de equê que quer dizer Peruca (gata as bicha são muito inteligente néam?).

 

Pirelli: (morro com essa hahahahah) é o enchimento usado pelas drags para ter um corpo mais próximo ao de uma mulher.
Pintosa: é uma gay afeminada. Tem também as poc poc que são as afeminadas mais novinhas.

 

Q

Queijinho: aquele trem branco que aparece no seu pinto quando não lava direito.

 

Fica aqui essa foto de um queijo no pau

Fica aqui essa foto de um queijo no pau

 

R

Racha: Adoro chamar minhas amigas de racha. No início era usado apenas pra identificar o órgão sexual feminino. Mas hoje em dia já virou sinônimo de mulher em geral.

 

S

Sapata/sapa: Lésbica.
Suzi: bem parecido com as barbies que a gente viu ali em cima, mas essas são as gays malhadas que são mais velhas, normalmente com mais de 40. Ou seja, não são mais lá umas barbies, mas dão um caldo como suzi. Hahaha

 

 

T

Tô passada / Tô bege: expressão usada para demonstrar que você tá impressionada com alguém ou alguma situação.
Toda Trabalhada: estar bem vestida, bem produzida.
Tombar: chegar lacrando, arrasando.

 

U

: alguma coisa muito ruim, feio. “Esse gel de cabelo é uó” e também pode ser usado com pessoas, pra chamar ela de chata pra caralho “Nossa aquela racha é uó!”.
Urso: prazer, eu.

 

O tipo de urso que você não encontra no zoológico

O tipo de urso que você não encontra no zoológico

 

X

Xoxar: parecido com gongar, é quando você caçoa ou debocha de alguém.

 

 

 

Ai me cu! Deu textão de novo! Prometo que da próxima vez tento fazer um textinho do tamanho da neca de vocês, tá?
Agora que vocês já sabem boa parte do vocabulário das gay, estudem direitinho e aprendam como conversar na ceia de natal com aquele primo gay que não leva “as namoradinha” em casa.

Quem sabe eu não faça uma call de surpresa pra fazer um teste oral (adoro) em vocês? E daí pode até surgir o primeiro podcast do boioLOL, né nõn?

Então é isso meus amores, quero cada vez mais penetrar fundo em vocês com toda essa maravilha da cultura gay. Se vocês souberem mais alguma palavra que não falei aqui ou ouviram algo que não entenderam da sua BFF, fale aqui nos comentários que vou tentar responder todos!

Queria me prolongar mais pois adoro falar, mas já tá grande demais.

 

Bjks

 

Se quiser falar algo, tirar dúvidas, mandar sugestões de tema, nudes (masculinas por favor) e gritar comigo:ursoboiolol@gmail.com.br

E ME SEGUE NO TWITTER, VIADO:  @o_ursao!

loading...