Boiolol – Minhas primeiras vezes

Oie galerinha do bem, tudo bõ?

Outro dia eu vi uma tirinha na internet sobre um cara contando das primeiras vezes que ele teve ao seu namorado, resolvi me inspirar na ideia e contar para vocês sobre as minhas primeiras vezes. É uma forma de mostrar pra vocês como pode ser o lado do vale dos homossexuais.

 

Então vamo lá! Pegue o lencinho, coloque Adele pra tocar e deguste:

 

– Tive vergonha pela primeira vez ao ser obrigado a jogar futebol no colégio, eu não sabia nada e era motivo de zoação por não ajudar o time e também por ter que tirar a camisa.

Fail GIF - Find & Share on GIPHY

– A primeira vez que pude ver pintos reais foi nos banheiros públicos e nossa, como aquilo era lindo pra mim.

Butt GIF - Find & Share on GIPHY

– A primeira vez que fui agressivo na vida, foi quando bati várias vezes a minha cabeça na parede ao entender de fato que eu sou gay.

Sad GIF - Find & Share on GIPHY

– Foi aí também a primeira vez que me vi muito religioso, pois orava todos os dias para que Deus me curasse.

Love GIF - Find & Share on GIPHY

 

– A primeira vez que beijei na boca foi com um cara bizarro que marquei no chat uol, a ideia era só beijar na boca mesmo porém tive que gozar sem nunca ter feito sexo antes.

Science GIF - Find & Share on GIPHY

– Inclusive, o primeiro sexo de verdade só fiz com meu primeiro namorado, aos 17 anos. Foi estranho no começo. Mas a sensação foi a melhor possível.

First Time GIF - Find & Share on GIPHY

– A primeira vez que me assumi, foi para amigos da faculdade que, no geral, receberam muito bem a informação.

Little Mix GIF - Find & Share on GIPHY

– Já não digo o mesmo de quando contei pra minha família, foi a primeira vez que tive medo do meu pai.

The Last Man On Earth GIF - Find & Share on GIPHY

– Aos 17 anos fui assediado pela primeira vez e por um cara bem mais velho. Ele achava que por ser gay, era minha obrigação chupar o pau dele.

Nhl GIF - Find & Share on GIPHY

– Eu chorei muito quando presenciei uma agressão física pela primeira vez. Um dos meus melhores amigos apanhou na rua por ser gay.

Sad GIF - Find & Share on GIPHY

– Pela primeira vez senti na pele o que é injustiça ao andar sozinho nas ruas de São Paulo onda a única opção é sentir medo de apanhar.

Reactions GIF - Find & Share on GIPHY

– Fiquei muito puto quando fui doar sangue pela primeira vez e descobri que gays não podem ajudar.

Angry GIF - Find & Share on GIPHY

– Com quase 30 anos, me senti realmente livre. Foi a primeira vez que ser gay não me incomodou de forma nenhuma: nem afetiva, pessoal ou profissional.

Happy GIF - Find & Share on GIPHY

 

Pela primeira vez tenho a oportunidade de contar todas essas coisas para muitas pessoas de uma só vez e gostaria que entendessem que a homofobia faz mal, humilha, agride e mata.

O que é homofobia? Provavelmente você pensa que conhece o termo, mas vai muito além: os atos de violência física são apenas uma das formas de ser homofóbico. Um simples comentário ou “piadinha” que parece inofensivo, pode estar cheio de de preconceito contra os LGBTs.

 

 

Em 2016, o Grupo Gay da Bahia, fez um levantamento e mostrou que mais de 343 mortes no Brasil foram causadas por crimes de homofobia. E nessa conta estão os casos registrados, muitas agressões e mortes causados pelo ódio à orientação sexual não são registrados por vergonha, medo e/ou falta de conhecimento. Todos os dias vemos vários casos das mais diversas formas de discriminação à população LGBT – hoje mesmo o Tribunal da Indonésia condenou um casal a 85 chibatadas por serem gays.

17 de maio é o Dia Internacional contra a homofobia, bifobia e transfobia. A data passou a existir em homenagem à retirada do termo “homossexualidade” da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990.

O objetivo é conscientizar a população sobre a luta dos homossexuais, bissexuais, transexuais e transgêneros pelo fim da violência e pelos direitos iguais. Infelizmente ainda nos dias de hoje existem pessoas que agridem, humilham e matam centenas de pessoas em nome do ódio à diferença.

Veja bem, hoje completamos 27 anos que não somos mais considerados doentes, antigamente ser gay era caso de internação. Foi um passo tardio, porém importante e ainda há muito o que ser feito. Gostaria de usar esse espaço, e como ursão gay (MUITO gay) chamar a atenção dos leitores para que coloquem a mão na consciência e nos ajudem a transformar a homofobia em amor ao próximo.

Aproveite não somente esse dia, como todos os outros para aprender cada vez mais e espalhar a conscientização na sua casa, trabalho e na vida.

loading...