Cinelol especial CHARLES – Desejo de Matar

 

Há várias maneiras de se DETERMINAR se um JOVEM alcançou a MATURIDADE!

Os espartanos enviavam seus RAPAZES em direção ao ERMO e só permitiam sua volta após comprovarem terem matado um LOBO com as próprias mãos. Algumas tribos africanas promovem escarificações enquanto tribos indígenas sul-americanas imergem as mãos dos jovens em formigueiros OF DOOM!

No ocidente RÚSTICO porém civilizado o ritual de passagem supremo determinador da MACHIDÃO do candidato a homem é terminar de assistir, e COMPREENDER, toda a formidável série DESEJO DE MATAR!

O fato de Chuck Norris ter virado símbolo de virilidade suprema na internet é um SINAL DOS TEMPOS, meus amigos. CHARLES BRONSON é o macho supremo. Chuck Norris é o herbívoro na cadeia alimentar da MACHEZA. Charles Bronson é o predador por excelência. Ele é frio, RÚSTICO, ASSELVAJADO, porém SEDUTOR, calculista e TRAQUEJADO. Ele é prático, não compreende o conceito de firulas. QUALQUER objeto vira uma arma mortal em suas mãos, até mesmo um telefone! Não suporta o crime nem a vadiagem! É protetor das mulheres e dos bons costumes. Não provoca ninguém, mas se provocado descarrega o INFERNO sobre quem o AVILTA!

É em homenagem a esse lindo senhor de CAPACETE GRISALHO que estreia hoje uma série especial do Cinelol em que apresentarei aos LEIGOS NA VIDA a série Desejo de Matar em toda sua beleza formidolosa!

Comecemos, pois.

Desejo de Matar

EUA– 1974

Direção: Michael Winner

Em 1974 Charles Bronson já era um ator conhecido. Obteve notoriedade pela primeira vez por seu papel em Sete Homens e um Destino e em Fugindo do Inferno. Fez sua fama na Europa estrelando no fabuloso Era uma Vez no Oeste, do grande Sergio Leone.

Mas foi com Desejo de Matar que ele fez sua fama incontestável nos EUA, aos 50 anos!

No filme, Charles Bronson “interpreta” Paul Kersey, um bem sucedido arquiteto de Nova Iorque. Digo “interpreta” porque, na verdade, o personagem é SEMPRE o próprio Charles Bronson, que adota nomes fictícios para não ser preso por ter matado tanta gente na vida. De modo que me recuso a chamá-lo de Paul Kersey.

De qualquer maneira, CHARLES é um arquiteto em Nova Iorque. Vive uma vida BOA, exibindo seu corpo SARADO no Havaí.

fap fap fap

 

Até que um bando de VADIOS (entre eles Jeff Goldblum em seu primeiro papel!) invade sua casa, mata sua mulher e, o pior, PINTA A BUNDA DE SUA FILHA COM SPRAY VERMELHO!

Ponderado, CHARLES espera que a LEI faça sua parte. Em vão. Oprimido pelo estado da filha, catatônica após o trauma, e diante da inação do genro (um DENTINHO doente que o chama de PAPAI), Charles começa a notar a onda incontrolável de crime na cidade! CHARLES fica contrariado. E não se contraria CHARLES!

Aos poucos ele DESPERTA e decide lutar! A cena em que ATIVA o modo violência é a mais linda do filme.

Você não quer estar por perto quando ele fica NEUVOUSOR!

 

 

CHARLES acaba ficando VICIADO EM COMBATER O CRIME. Passa a sair à noite, a andar em bairros afastados a fim de atrair MARGINAIS e eliminá-los! A notícia de que um Vigilante está a solta por Nova Iorque se espalha, o crime cai e a polícia fica no dilema sobre o que fazer. É como um Homem-Aranha da vida real!

 

Feito há quase 40 anos, Desejo de Matar cai como uma luva para os dias de hoje. É um grito de liberdade contra a cada vez mais opressiva violência do mundo. É claro que nenhum ser humano normal vai repetir as ações de CHARLES, mas não há como negar que é boa a sensação de ver alguém fazendo justiça, para variar.

 

Nesse filme CHARLES matou: 10 vagabundos

Foram expostos: 1 PAR de peitos

 

Nota 5 de 5

 

loading...