Cinelol – Im Keller

Im Keller – 2014

Áustria, Alemanha

Direção: Ulrich Seidl

 

Os austríacos têm uma relação estranha com seus porões. Para citar casos recentes envolvendo situações bizarras, basta lembrar de Wolfgang Přiklopil, que sequestrou uma garota de 10 anos e a manteve cativa até quando ela conseguiu fugir aos 18, e de Josef Fritzl, que aprisionou e estuprou, por 24 anos, sua filha, desde que ela tinha 11 anos.

Talvez tenha sido esses fatos recentes que levaram o austríaco Ulrich Seidl, diretor da trilogia Paraíso, a conceber um documentário cuja premissa é, justamente, mostrar um pouco do que seus conterrâneos andam fazendo em seus porões.

 

Plakat_imKeller_final.indd

 

Não se trata, contudo, de um documentário investigativo ou narrativo, ao estilo Michael Moore. É, antes, uma análise quase totalmente contemplativa da vida íntima de algumas pessoas, salpicadas com poucas declarações das personagens para a câmera, como Gates of Heaven, do Errol Morris (que, a propósito, você também tem obrigação de ver).

 

 

DAQUI EM DIANTE VOU MENCIONAR DETALHES DO FILME, SE VOCÊ QUISER SE SURPREENDER TOTALMENTE, PARE DE LER E VÁ VER

 

im-keller_foto-003

É com uma fotografia surpreendemente bonita que Seidl invade a intimidade das personagens e espia o que escondem em seus porões. Ele encontra, claro, cenas quotidianas, como donas de casa lavando roupas ou jovens reunidos para fumar, beber e ouvir música.

Fiel à tradição austríaca, contudo, Seidl encontra também extravagâncias sexuais. Em um dos porões, acompanhamos um casal com uma relação de mestra e escravo. Em várias cenas observamos o homem gordo, careca e peludo, completamente nu, faxinando a casa com a língua, lavando a louça enquanto tem 1kg dependurado em seu pênis ou limpando a vagina da esposa com a língua, quando ela acaba de urinar. Em outro porão, acompanhamos uma senhora de meia idade, funcionária do Caritas (sim, aquele treco católico), que, com um histórico de abuso e violência familiar, encontrou segurança deixando-se amarrar e surrar por um senhor vestido de tirolês com o micropênis aparecendo pela braguilha. Em outro, vemos a intimidade de uma ex-caixa de supermercado, que largou a rotina mecânica do atendimento aos clientes para se tornar prostituta. Vemos sua interação com um cliente (outro tipo de cliente), o estereótipo do que você pode imaginar de um jogador de DOTA, que admite a inapitidão com as mulheres, mas gaba-se de seu potencial ejaculador.

 

screen-shot-2016-10-01-at-3-11-04-am

Observem o CROCS

 

Embora a parte sexual seja estranha o suficiente, os personagens MAIS peculiares estão inseridos nos outros contextos. O filme abre com um senhor de meia idade cantando ópera enquanto, no fundo, vemos alvos de tiro. É o dono de um clube de tiro subterrâneo, que conta suas frustrações por não ter seguido a carreira artística enquanto divide suas instalações com outros senhores politicamente retardados. Um desses senhores toca em uma banda tradicional e, nas horas vagas, bebe com os amigos em sua sala dedicada a relíquias nazistas enquanto afirma ser perseguido pela Gestapo (polícia que deixou de existir em 1945).

 

VIVA O GÊNIO DO MAL

VIVA O GÊNIO DO MAL

 

Acompanhamos ainda diversas outras pessoas. Algumas apenas de soslaio, outras em maior profundidade. Um caçador, um criador de cobras, um casal que briga pela decoração do porão, um senhor que tem um ferrorama imenso, e assim por diante. A figura mais perturbadora, no entanto, é uma senhora que possui uma relação muito estranha com uma boneca.

 

Se Im Keller tem um defeito é ser muito curto. São apenas 81 minutos, mas é uma tremenda viagem ao mundo privado das pessoas. É divertido, interessante e MUITO engraçado, eu aceitaria de bom grado mais umas duas horas de filme.

 

Nota: 5/5

 

E você, o que achou? Conte nos comentários!

 

Trailer

 

 

 

Esse post só foi possível graças aos nossos patronos

Esse post só foi possível graças a leitores que estão patrocinando o LOL! Com ao menos 1 dólar por mês, você também pode ajudar a garantir que mais conteúdo como esse seja criado.

 

Se você curtiu e quer ver mais coisas assim, considere virar patrono do LOL você também :)

loading...