Essencial Biblioteca da Formidabilidade – O Homem Que Queria Salvar o Mundo

 

O brasileiro é carente de heróis reconhecidos nacionalmente. Os poucos que temos tiveram sua história distorcida e manipulada para serem usados como propaganda (Tiradentes é o mais evidente) ou são atletas.

Sérgio Vieira de Mello foi um brasileiro merecedor do título de herói.  A princípio, não há nada nele que remeta a um herói nacional clássico. Possuía uma série de falhas de caráter, entre elas, a mais evidente, a de ter muitas namoradas fora do casamento. Também contaria contra ele o fato de não ter sido diplomata brasileiro (rejeitava, por motivos pessoais, a diplomacia pátria), mas um diplomata da ONU.

Ainda assim, foi brasileiro e dedicou a vida (culminando com a doação suprema) a salvar vidas.

Entrou na ONU jovem, por influência do pai, este sim, diplomata brasileiro. Se entrou com base no famoso QI, escalou os postos por mérito próprio. Nunca desejou ser funcionário burocrático e mostrou seu valor trabalhando para ajudar nas maiores crises humanitárias de seu tempo.  Camboja, Bósnia, Kosovo,  Ruanda, Timor-Leste  são nomes conhecidos pelas graves crises humanitárias e lugares em que atuou.  Como Alto Comissário para Direitos Humanos fez de sua última missão tentar trabalhar pela estabilização do Iraque pós invasão americana. E foi essa última missão que lhe ceifou a vida. Mesmo diante da morte, Sérgio agiu como herói.

 

Por que é essencial na minha biblioteca?

É um incrível retrato desse fascinante, charmoso e carismático brasileiro e merece ser lida por quem deseja se inspirar no que somos capazes de fazer em prol do bem do mundo.

É sensacional!

 

Compre agora!

(no momento em que escrevo está em promoção, aproveite)

loading...