Oi (e do porquê de o LOL ter ficado por uma semana fora do ar)

 

O LOL MORREU? EXPLODIU? SICKO DEU O TÃO ESPERADO TIRO NO CU?

Não.

Nessa fatídica SEMANA em que o LOL ficou fora do ar, algumas coisas aconteceram. Alguns acompanharam desde o começo, outros não. Então acho que é por bem explicar:

O fácil acesso ao poder é uma faca de dois gumes: por um lado permite que os oprimidos possam reagir contra o opressor, por outro permite surgir, entre esses oprimidos, novos opressores.

Um fenômeno novo, batizado de “hackerativismo”, vem se tornando popular. É definido como o uso de conhecimento de informática para lutar por uma causa justa. Grupos como Anonymous e LulzSec ficaram famosos por derrubarem sites governamentais ou de empresas para deixar sua mensagem.

E o problema que surge daí está baseado em dois princípios do hackerativismo: seu caráter anônimo e a definição de sua causa.

Se são anônimos, QUALQUER UM pode se dizer membro do grupo. O fato de não haver representação centralizada ou líder reconhecido torna impossível identificar quem realmente faz parte do grupo e quem apenas diz que faz. A filiação é declaratória e, embora possa parecer bom para fins de segurança, é péssimo para fins práticos. Imagine se qualquer um pudesse se identificar na rua como polícia?

Se a causa é difusa e auto-definida, quem garante que é justa?

Esses grupos se dizem combatentes em prol da liberdade. Se dizem anarquistas (mas nunca leram Bakunin) e usam o hackerativismo para combater ações opressoras do governo. Prezam, acima de tudo, a liberdade de expressão.

Um companheiro de Twitter outro dia me perguntou o que acho da causa deles. Respondi que a achava ineficaz e corrompida. O que começou com um grupo com real consciência política fazendo sua voz ser ouvida por meio de ataques a sites de governos opressores, violadores de direitos humanos e empresas que apoiam o trabalho escravo, virou um esporte adolescente.

Os ataques, que antes tinha um alvo e objetivo politicamente legítimos, se difundiram em uma centena de ataques aleatórios desmotivamos.

O que antes exigia conhecimento amplo e informática e redes, ficou tão fácil e tão banal que basta você criar uma conta no Twitter, adicionar os “amiguinhos do mal” e enviar uma mensagem para todos: “target ? www.sitealvo.com”. Todos vão floodar até o site cair. E pronto. Aí está sua declaração política e suas habilidades de hacker.

Já achava patético os RTs que mostrava mensagens de regozijo desses jovens por terem tirado o site da Polícia Militar do ALAGOAS do ar (sério, amiguinhos, SÉRIO?).

Mas o mais engraçado, foi o que ocorreu há uma semana, quando um dito membro do Anonymous, grupo mundial que se diz importantíssimo na luta contra a opressão e pela liberdade de expressão, atacou o LOL e alegou a seguinte razão: temos pornografia e isso desrespeita a mulher.

Não é que esse ataque ao LOL tenha sido o ápice da decadência da causa, foi só, para mim, o sintoma mais visível.

É uma triste realidade para os legítimos hackerativistas que tinha um propósito sério. Deve ser frustante ver sua causa justa ser SEQUESTRADA por doentes que se julgam censores da internet e lutam pela liberdade de expressão tendo como principal ferramenta a própria censura. O conhecimento que poderia dar a esses jovens o poder de lutar pelo direito de expressão acabou sendo usado por alguns deles para implementar censura ao estilo iraniano.

Esses rapazes se esquecem, no entanto, que o mundo real é governado por LEIS. Vivemos em um estado de direito e derrubar um site acarreta em prejuízos financeiros e morais. Não sou compreendedor dos meandros jurídicos, e nem me interesso. O que me interessa são os resultados e o LOLDEVOGADO está tratando disso.

Quanto ao LOL, alguns esclarecimentos e dúvidas que surgiram:

  • O LOL NÃO foi invadido. Foi atacado por syn flood, que é, basicamente, um programinha (que até sua vó pode utilizar) que envia milhares de requisições falsas para o servidor até que ele não aguenta e cai. É como se, de repente, o site fosse acessado por milhões de pessoas.
  • Nenhum conteúdo do site foi exposto, perdido ou alterado. Tudo o que nosso mestre hackeador fez foi estressar o servidor até ele cair.
  • Mesmo que tivesse havido uma invasão, o servidor do LOL não hospeda NENHUM dado sensível de ninguém. As meninas que enviam suas fotos o fazem para meu e-mail. No servidor só é hospedado o que fica público.
  • O LOL ficou tanto tempo fora do ar porque o ataque foi feito durante um backup do Plesk, que foi interrompido e LIBEROU um bug conhecido daquela merda.
  • Aproveitamos a OPORTUNIDADE movemos o LOL para um servidor novo, mais rápido e mais seguro.
  • Não, o conteúdo não vai mudar. NADA. A ditadura caiu em 1985, e, desde que não seja contra a lei, eu sempre vou postar o que EU quiser aqui.

Sinto que isso tenha acontecido e que tenha que ir tão longe. Tentei MODULAR as consequências e resolver tudo de maneira madura, mas às vezes é preciso jogar nas regras que te propõem.

Obrigado a todos os que me deram AMOR.

Assunto encerrado, e sigamos em frente.

 

PS: O propósito original desses grupos é louvável. É formidável que vivamos em um mundo em que o conhecimento permite desafiar nações. Se todo esse esforço fosse concentrado em causas justas (burlar o Firewall chinês, acabar com a censura no Irã, derrubar sites com pedofilia) o que é tão sonhado por esses jovens, fazer a diferença no mundo, poderia se tornar realidade 🙂

 

 

loading...