Sempre surge no Twitter discussões sobre Segunda Guerra Mundial. Me, no entanto, NOTAR que a maioria das pessoas não sabe do que está falando! É um tema que ATRAI a maioria das pessoas mas sobre o qual quase ninguém leu. O que você aprendeu na escola ou nas discussões de bar (em que sempre há um bêbado metido a sábio dizendo que Hitler era um gênio militar)  não é o SUFICIENTE nem é EXATO.

É preciso IR ALÉM.

Esse pequeno livro é o primeiro que indico pra qualquer um interessado em Segunda Guerra Mundial. É perfeito para iniciantes por ser pequeno, não estar carregado de jargões militares e ter sido escrito por um jornalista ao invés de um historiador militar.

Cornelius Ryan, o autor, conduziu milhares de entrevistas com veteranos aliados e alemães, analisou outros milhares de relatórios a fim de reconstruir o Dia D, o primeiro dia da invasão aliada à França ocupada pelos nazistas.

O que é ÉPICO no livro é a FORMA que o autor ABORDOU o tema. Ao invés de contar a história pelos aspectos militares, ele conta pelo aspecto PESSOAL. Acompanha relatos de soldados de ambos os lados e te coloca na pele de um ranger desembarcando em Omaha ou na de um granadeiro alemão observando a maior invasão naval da história pela viseira de um bunker.

É claro que há livros mais profundos, complexos e detalhados para quem quer se aprofundar na história do Dia D, mas se você quer conhecer o assunto de forma rápida, dinâmica ÉPICA, recomendo DEMAIS.

Compre de R$22,00 por R$9,95

Ah, vale a pena conhecer também o FILME baseado no livro.

 

De nada

Chega um dia na vida de todo homem em que ele deve decidir que chegou a hora de crescer e mergulhar no formidável mundo da literatura russa.

Por obra de alguma confluência de fatores (talvez vodca, frio e borsh) a Rússia produziu o maior conjunto de escritores da história. São homens com total domínio da forma (o que Dostoiévski escreveu em meados do século XIX poderia facilmente se passar por um texto contemporâneo) e profunda compreensão da alma humana (Tolstoi chegou a ter uma espécie de CULTO).

Admito, entretanto, que encarar as 2536 de Guerra e Paz não é encorajador para o principiante no mundo da literatura ESLAVA.

Tenho a solução ideal pra você.

Estreou nos cinemas do Brasil o, muito bom, Precisamos Falar Sobre Kevin.

Embora seja um excelente filme aconselho que você NÃO ASSISTA caso ainda não tenha lido o livro.

Razão: o livro é FORMIDÁVEL!

Trata-se de um romance contado pelas cartas de Eva, uma cinquentona, ao ex-marido. Além do casamento passado, ambos têm outra coisa em comum: Kevin, um filho de 16 anos que um dia foi ao colégio e CHACINOU seus colegas (não me XINGUE, essa informação não é spoiler, é a premissa do livro e se encontra na contracapa e nas primeiras páginas).

Uma das razões pelas quais o livro é ESSENCIAL é que, por ele, você pode conhecer todos os detalhes do que ocorre na cabeça dessa mãe. Qualquer filme, por melhor que seja, não dá acesso às nuances da MENTE que um livro da.  Precisamos Falar Sobre Kevin não é um simples livro de suspense. Na verdade, não é um livro de suspense. É uma análise profunda sobre a natureza do mal e um dedo na ferida da sociedade ao tocar em um assunto que é tabu: a rejeição do filho e o desejo de que ele não existisse.

É fascinante, uma das grandes leituras que fiz nos últimos anos.

Recomendo com vigor de JACK BAUER.

Compre aqui!

 

Veja outros livros da Essencial Biblioteca da Formidabilidade

 

Começo essa dica com uma afirmação que fará os intelectuais DEPENAREM o ânus de pavor: Stephen King é um dos melhores escritores vivos.

Seus livros são fluidos, divertidos e MUITO bem escritos. É preciso ser muito AZEDO e de mau gosto para não ser ABSORVIDO pela leitura de qualquer uma de suas obras. No prefácio de Pesadelos e Paisagens Noturnas tudo que Stephen King pede ao leitor é que se dispa de preconceitos e acredite no inacreditável. Em troca ele promete diversão. E cumpre.

O Iluminado conta a história de Jack Torrence, alcoólatra problemático que, apesar dos defeitos, ama a família e procura uma chance de recomeçar.

O que segue é uma das histórias mais assustadoras jamais escritas. Num mundo como o de hoje, tão dependente de imagem e som, é incrível que um livro consiga manipular a imaginação do leitor a ponto de faze-lo ficar tenso, apreensivo e sentir medo de virar a próxima página.

Stephen King consegue, e isso já é motivo suficiente para você ler O Iluminado AGORA.

(E o livro é tão foda que assusta mesmo que você já conheça a história pelo igualmente formidável filme do Kubrick)

E lembre-se: não entre no quarto 237!

Compre aqui

 

Veja outros livros da Essencial Biblioteca da Formidabilidade

Uma das reclamações constantes no Dicas do Sicko é que, por só indicar coisas em promoção, talvez eu esteja indicando coisas que nem sequer gosto ou conheço (é um argumento retardado, mas respeito vossas limitações).

Também estão sempre me AZUCRINANDO em busca de indicações de bons livros para ler.

Resolvi, portanto, unir ambas as coisas e formular a ESSENCIAL BIBLIOTECA DA FORMIDABILIDADE com os livros que você PRECISA ler caso queira obter o passaporte de SER HUMANO.

Vou indicar meus livros prediletos e essenciais, independente de estarem em promoção ou custarem seu salário de um ano.

Comecemos.