França – 2010

Direção: Romain Gavras

 

Pessoas são imbecis.

Uma das mais frequentes críticas a filmes, especialmente vindas de amadores como eu, é que falta SENTIDO ou TRAMA ao roteiro. “São 120 minutos que não levam a nada”, é frequente ouvir. Mais comum ainda são os que se descabelam com finais bruscos e se esquecem da diversão a que foram submetidos no DECORRER da história. Essas pessoas, na sua obsessão por conclusões e pontos com nós, se comparam a um turista que passa 10 dias em um cruzeiro com bebida liberada, mulheres nuas e comida SOBERBA e reclama da viagem quando descobre que chegou a uma cidade desapontadora. No cinema, na literatura e, principalmente, na vida, o CAMINHO é quase sempre mais importante que o destino.

Notre Jour Viendra, primeiro longa de Romain Gavras (filho do influente Costa Gavras), é um desses filmes que, à primeira vista, é sem propósito. Conta a história de Remy, um ruivo tímido vítima de bullying e seu encontro com Patrick, um psiquiatra doente mental e ruivo brilhantemente interpretado por Vincent Cassel (que já merece toda adoração do mundo só pelo fato de parecer um Na’vi e mesmo assim comer a Monica Bellucci).

(NOTA: Observem que os ruivos, lá no NORTE DO PLANETA sofrem bullying extremo enquanto aqui, em terras guaraníticas, as ruivas são comparadas a ANJOS).

O que pode haver de inquietante nessa cena?

 

Patrick toma Remy como pupilo e desperta nele a catarse mais FURIOSA da história da luta contra a opressão ruiva. Juntos, saem em uma roadtrip DOENTIA alimentando multuamente o espírito de revolta que há em cada um. Seu destino é a Irlanda, terra prometida dos ruivos. No caminho encontrar personagens interessantes e deixam sua marca (atenção especial à cena da JACUZZI e à do quarto de hotel).

Olha você indo procurar o filme AGORA

Os críticos vão dizer que o filme é inconclusivo, gratuito e inócuo. Essa é uma análise superficial. Os personagens são a história. As motivações, embora implícitas, são bem claras. E, como afirmei (e é mais verdade ainda em um roadtrip movie): o que importa é a viagem. O destino é mero detalhe.

PS: Há peitos, bundas e pênises. Alguns deles ruivos.

Nota 4 de 5


Cinelol – Notre Jour Viendra

Categoria: CinelolDestaque
23

23 comentários

  • "Olha você indo procurar o filme AGORA" UHAUHAUhauhAUHauhAHUah Primeira coisa que pensei ao ver a foto! mas ainda não baixei!

  • Tem ele legendado em algum lugar???

  • Excelente! Sou mto fã do Vincent, desde que assisti "O Ódio"(1994) lá no longínquo ano de 1998. Vou baixar! =D

  • Acho que só vai ser sucesso por causa daquela gostosinha mostrando o peitinho, fora isso o filme fica a desejar.

    • "fora isso o filme fica a desejar." ainda nem assistiu a bagaça e já diz que o filme fica a desejar? Negativação de novo, de novo e de novo.

    • Antes de ler o comentário dele eu já vou logo negativando ahah

  • Baixando ! adorei a dica.

  • Boa Crítica. Belos Seios.

  • animal o trailer

  • poderia ter postado o link do torrent.. nem queria mais nada hehehe
    procurando pra baixar agora!!! e pra quem não viu la haine ( O Ódio) com o Vincent Cassel recomendo…
    valeu

  • tava achando marromenos, mas me ganhou com "peitos bundas e …" bom, só com isso mesmo

  • Sicko, já viu os clipes que esse autor dirigiu? Todos muito bons.

  • Boa Sicko. Sugiro fazer um post sobre o filme 'Come and See' (Vá e Veja) – 1985. Chineleia os filmes de guerras de Hollywood.

  • Já encomendei o meu lá do piratebay. Chegou no mesmo dia.

  • A coluna poderia ter link para download do filme, seria uma boa.

  • Está ai um problema que as grandes produtoras ainda não conseguiram resolver, quero assistir a esse filme, mesmo que for pagando, mas aonde vou encontrar, sendo que nas locadoras perto de casa será difícil pois só tem Rei Leão, Harry Potter, O Chamado e coisas do nível… Agora sou julgado criminoso por me fazer uma simples pergunta, o que é mais óbvio? Sair por São Paulo caçando um lugar para alugar este filme ou acessar o piratebay no conforto de meu Fap-Sofá?

  • Sicko,

    Assisti ao filme. Realmente é muito foda, e atormentador. Obrigado pela dica.

Deixe uma resposta