Vivemos em um mundo moralista e retrógrado.

À medida que a sociedade evoluía fomos abalados por retrocessos notáveis como a emancipação da mulher e o pacto social que dita que andar NU pela rua é incorreto.

Esse tipo de ATRASO é tão deprimente que faz a descoberta da penicilina ou a invenção do avião eventos insignificantes se comparados em importância.

Essa CASTRAÇÃO cultural nos coloca em um patamar inferior ao dos povos da antiguidade clássica que podiam saber, numa simples ida ? banca de jornais, como andava o estado de preservação dos PEITINHOS da vizinha ou da BUNDA da mulher do padeiro.

Um dia normal num mercado da Grécia antiga

Tal conjuntura nos coloca na obrigação de ter que EXAURIR nossa imaginação sempre que desejamos uma informação mais completa sobre os atributos de alguma DONZELA caberta pelos velames doo falso PUDOR.

Um dia normal no mercado hoje

Um dia normal no mercado hoje

A natureza, no entanto, tem seus MEIOS, e com o tempo desenvolveu uma maneira aceitável SOCIALMENTE de exibir as FORMAS do que desejamos sem ser EXPLÍCITA.

Trata-se do FABULOSO advento da CAMELTOE, que é ilustrado abaixo.

Exemplificado, a questão é:

Qual leitora terá a GALHARDIA de nos enviar sua própria CAMELTOE?

AGUARDO!

Ensaio sobre o cardanho cameliforme

Categoria: Uncategorized
27

27 comentários

Deixe uma resposta