Os motivos, segundo os pesquisadores, são biológicos.  De acordo com os cientistas, a gordura que se acumula na bunda estimula a produção de hormônios que previnem o diabetes.  De maneira semelhante, o Ômega 3 que se acumula na REGIÃO estimula o desenvolvimento cerebral. A pesquisa da Universidade de Oxford também descobriu entre as mulheres bundudas a maior concentração de leptina (que ajuda a regular o peso) e dinopectina (hormônio com efeitos antiinflamatórios). Os resultados também sugerem que os filhos das RABUNDAS também são mais inteligentes.

É sério!

A pesquisa esqueceu de mencionar que, embora não vivam mais, os maridos das mulheres bundudas vivem melhor.

Mulheres de bunda grande vivem mais e são mais inteligentes

Categoria: Notícias
9

9 comentários

Deixe uma resposta