Eu, e, pelo visto, quase todos os seguidores do Twitter, somos fãs de ficção-histórica. O primeiro nome que vem à mente, quando falamos do gênero é Bernard Cornwell, que já foi extensivamente recomendado por mim. Conn Iggulden também um conhecido e talentoso autor do gênero.

Há, porém, uma autora que já escreve há algum tempo e que se destaca por ter criado um spinoff do gênero: os livros de ficção PRÉ-HISTÓRICA.

Lançado em 1980, Ayla, a Filha das Cavernas, é o primeiro livro da série de 6 livros, Os Filhos da Terra. A série se passa há mais de 35 mil anos, na Era do Gelo, quando humanos (cro-magnons) e neandertais conviviam. O primeiro livro conta a história de Ayla, uma garota de 5 anos que perde a família em um terremoto. Ela é encontrada e adotada por um grupo de neandertais, o Clã do Urso da Caverna. O primeiro livro foca na relação da garota humana com a outra espécie e seu crescimento.

Ao contrário da visão com que Alan Moore retrata de homens pré-históricos no primeiro capítulo de A Voz do Fogo (excelente, por sinal), os personagens dessa série são complexos, interessantes e únicos (atenção especial a Creb, o xamã dos neandertais).

Os livros são profundamente pesquisados (por conta disso o sexto livro só foi lançado em 2011) e são uma visão incrível de uma hora da qual não sabemos quase nada. É uma obra única (literalmente, não conheço nada semelhante) e recomendo a leitura de todos. É mais que uma aventura, é um estudo da vida em sociedade e do crescimento pessoal.

É por isso que, mesmo com o preço mínimo (que o classificaria melhor no Dicas do Sicko), que o recomendo na Essencial Biblioteca.

Compre AGORA

 

De nada

Veja mais dicas do Sicko e Os livros que você PRECISA ler na vida