Carlos Marighella é, talvez, um dos personagens mais incompreendidos da história nacional. À esquerda, a maioria das pessoas conhecem só de nome. “Foi um guerrilheiro, né?”. À direita, é tido como bandido, torturador, traidor. A realidade é muito mais rica e complexa.

 

O escritor Mário Magalhães levou nove anos pesquisando a história de Marighella. Fez mais de 200 entrevistas, teve acesso a arquivos secretos de dezenas de países e produziu uma obra de arte sem precedentes. Em seu livro, Mário, ao contar a história de Marighella, conta a história de décadas brasileiras.

 

 

Membro do Partido Comunista, Marighella lutou contra duas ditaduras (a de Getúlio e a instituída em 64).  Foi parlamentar, mas passou a maior parte da sua vida preso ou na clandestinidade. Foi torturado, aderiu à luta armada e planejou a resistência à ditadura no Brasil. Foi morto covardemente pelos covardes da ditadura e tornou-se um personagem lendário.

 

Goste dele ou não, para mim ele foi claramente um herói, a leitura de sua biografia é fundamental. É isenta, bem escrita e magistralmente pesquisada. Lê como um livro de ação.

 

É leitura essencial e uma das maiores obras de historiografia do Brasil.

 

Necessário!

 

Compre já!