Quando ouviu do padre a pergunta que costuma dar um friozinho na barriga de toda noiva, Laudelina Isabela quase fraquejou. De seus lábios enrugados, finalmente saiu a resposta que todos na igreja aguardavam: “Aceito”. Dona Nhanhá não é uma noiva comum. Ela tem 91 anos, filhos, netos, bisnetos e até um trineto. O noivo, José Pedro Henrique Paiva, tem 84 anos. Ele foi levado ao altar pela mãe, dona Sá Vita, de 104 anos. “Entro com o Zé Pedro na igreja mesmo que seja carregada”, dizia a mãe centenária. O casamento, no dia 25 de setembro, parou a pequena Senhora de Oliveira, município mineiro de apenas 6 mil habitantes, a 180 quilômetros de Belo Horizonte.

A inesperada idade dos noivos não é o único detalhe a chamar a atenção na história do casal. Além de trocar alianças numa fase da vida em que pouca gente faz planos para o futuro, os noivos são primos. Eles se conhecem desde a infância. Cresceram juntos, mas cada um tomou seu rumo. Laudelina foi morar na capital mineira com o primeiro marido. Ficou viúva em 1999. Zé Pedro continuou na cidadezinha e, no ano passado, depois de mais de 60 anos de casado, também ficou viúvo. Os dois afirmam que a solidão pesou no momento de aceitar construir uma vida nova. Mas a paixão também teve seu papel no enlace: “O que manda é o amor! Gosto demais do Zé”, diz a noiva.

Desde que perdeu o marido, Nhanhá passou a frequentar mais a casa de dona Sá Vita, sua tia e agora sogra. Ela saía de Belo Horizonte e ficava pelo menos 15 dias do mês em Senhora de Oliveira. No começo de julho, seu Zé Pedro tomou uma decisão. “Vou até BH buscar a Nhanhá para mim”, disse à mãe. Dona Sá Vita não aceitou que os dois apenas morassem juntos. Tinham de se casar. A irmã de seu Zé Pedro serviu de cupido. Benedita de Paiva, de 62 anos, comunicou a Nhanhá o interesse do rapaz. “Ninguém vai me levar. Eu não sou mercadoria. Casar, eu posso até pensar”, teria dito à futura cunhada. Ele não pestanejou. Disse que aceitava casar e ainda aceitou as condições da pretendente, que não consegue mais cozinhar para muitas pessoas nem limpar a casa. “Não tem o menor problema”, afirmou Zé Pedro. “A Mariazinha também não estava dando conta de quase nada”, disse, referindo-se à falecida.

O namoro começou. De início, só beijo no rosto e andar de mãos dadas. Quando ela voltava para Belo Horizonte, depois de um tempo por lá, seu Zé não conseguia esconder o sofrimento. “Não vou aguentar de saudade da Nhanhá”, dizia à mãe. Segundo a irmã de Zé Pedro, eles pareciam um casalzinho de adolescentes. Dois meses depois, estavam no altar. Da outra vez em que se casou, Zé Pedro também esperou pouco. Só três meses. “Não perco tempo”, diz o noivo. Dona Nhanhá não acha que foi “fácil” demais aceitando se casar tão rapidamente. “Com 91 anos, eu vou esperar o quê?”

Leia o resto aqui

Uma paixão ANTIGA

Categoria: Fotos
0

0 comentários

  • Amiguinhos, quando forem postar coisas de outros LOCAIS, favor citarem a fonte.

    Alguém sabe a desse texto?

  • Em tempo: oinnnnnnnnnnnnnn **

  • Por que duas vezes a mesma notícia?

  • Double Post ? Ou é impressão? (:

  • Eu sei: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI178503-15228,00.html

    Escrito por Leopoldo Mateus.

  • o texto tá duplicado 😛
    btw, adoro velhinhos hahahaha

  • Para a idade eles estão ótimos de aparência e de atitude!

    Longa vida ao casal!

  • Chicória, a fonte é a revista Época: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI178503-15228,00.html

  • oinnnnnnnnnnnnnn [2]

  • Puta que pariu, uma lição e 2 idiotas vem falar sobre double-post. Aposto que são os mesmos que ficam gritando FIRST!

  • muito oin isso aí msm

  • NOOOOSSSAAAA !
    Não to acreditando O__O
    HAUhuahuahua

    Essa é a cidade q eu passo alguns dias das minhas férias, é uma cidade MINUSCULA. Inclusive, já vi o Zé lá ! uhAhuahuahuahuahuaHU

    Poha, Sra. De Oliveira no Lolhehehe, quem diria xD

    (detalhe, nessa cidade tem 10 mulheres LINDAS pra cada homem ;D)

  • Ainda bem que eles não pode mais se reproduzir, sempre ouvi falar que filhos entre primos resultam em MONSTRINHOS!

  • Independente da idade, da historia ou sei la o que, NA MINHA OPINIÃO, comer prima é como comer irmã… na adolescência até que da pra se entender. Com os hormônios a flor da pele e com uma certa monotonia masturbatória, uma prima safada é um prato cheio… mas se “apaixonar” assim, e manter algo que, superficialmente, chama-se de “amor” é tenso…

    enfim… não vejo nada de “oown” na historia… pra mim são um casal de pessoas com algum transtorno…

    e não… não sou um torturador de velhinhos… trabalho com pessoas idosas a mais de 15 anos e adoro a convivencia com essas pessoas que tanto me ensinaram na vida… só apresentei minha opinião, que seria a mesma se fossem dois jovenzinhos…

  • Esse cara me provou uma coisa, prima não é parente nem hoje nem daqui a 100 anos!

    yah!

  • ps: “LUA DE MEL PRA QUE, NEM ABELHA TEM MAIS!”

    VOU RIR ANOS DISSO

  • Sem comentario, para esse ultimo comentario…

    whaaaat?

  • Claro, claro mateu… seria melhor para os velhinhos morrerem solitários e deprimidos.

  • que bonitinho ;_; *chora*

  • carai o.o
    uma foda aí significa fratura multipla de bacia nos 2

  • @mateu

    Compartilho da mesma opinião.

  • NOOOOSSSAAAA !
    Não to acreditando O__O
    HAUhuahuahua [2]

    Essa é a cidade que meu pai nasceu!

    Feudalismo impera lá!

    Quando fui lá, em 2004, eu estava de cabelo comprido, e isso foi um ACONTECIMENTO pra eles. AOEAIUHEIAOHOEUHAE

  • Oinnnnnnnnn

  • Lua de mel pra que? se nem abelha tem mais HUSHASIUSAHSAUAS

  • “comer prima é como comer irmã… ”

    Se o ato ser consensual não vejo nenhum problema. ^^

  • achei a história fantástica, “Ela tem 91 anos, filhos, netos, bisnetos e até um trineto.” LOL
    as pessoas dessa familia tem filhos cedo !!!
    achei uma lição de vida, história perfeita , a deles !
    quereo ficar velha assim, cheia de saúde, determinação e auto-estima *—*
    vida longa ao casal (y)

  • Como dizem, Deus criou as primas pra não comermos as irmãs! LOL

  • Desculpa, eu esqueci de colocar a fonte. x)

  • Mika
    Em outubro 19, 2010 às 12:08

    “comer prima é como comer irmã… ”

    Se o ato ser consensual não vejo nenhum problema. ^^

    =====================================================================

    Legal, então quer dizer que se minha mãe aceitar então não tem problema? Continua sendo doentio do mesmo jeito.

    • “Legal, então quer dizer que se minha mãe aceitar então não tem problema? Continua sendo doentio do mesmo jeito.”

      Só se ela for gostosa.

  • Que lindinho! 🙂
    O senhor José é bem bonitinho!

  • QUE FOFOS oiiiiiiiiiin

  • pau no cu do first hahahahaha

  • e dai?

  • uma foda aí significa fratura multipla de bacia nos 2 [+1]

  • Prima, irmã, sobrinha, tá valendo.
    Só a mãe não, porque não gosto de velhas. =P
    Sou doente? Mas é consentido… :~~

  • oinnn 🙁 lendo o texto lembrei bastante do “último romance” do los hermanos.

    enfim, infinitos oins.

  • Casar com prima é algo comum. ou meu melhor costumava ser. Economicamente é uma forma de manter o patrimônio dentro da mesma família. No meio rural era muito bem visto, já q nem sempre o casamento resultava na mudança de casa dos casados, então não se perde força de trabalho, na verdade se ganha por conta da prole.
    Com essa idade é bem aceitável q eles se casam sendo primos, ainda mantém a tradição da época deles

  • oinnn que fofo!!!

    morri

  • Ai, que coisa mais maravilhosa!! Tô emocionada!!! <3

  • Sicko
    Em outubro 19, 2010 às 17:40

    Só se ela for gostosa.

    ===============================================================

    Digamos que fui alvo de piadinhas minha infância toda por conta disso. Agora morram de curiosidade! HAHAHA!

  • “Lua de mel de Nhanhá e Zé Pedro. Qual o nome do filme? Missão impossível”

    AEHUIeahUHAEUIHEUIEHUIEAHEIUHEUAEHEAUEA

    ri litros disso hehauiehauihuaheauiheauiehaea

  • Fofo demais!

  • eu tinha visto uma notícia no G1 mas não era tão completa quanto essa…

    “Uma lua de mel em uma pousada da região foi oferecida ao casal por um dos filhos de Nhanhá. Seu Zé Pedro vetou. ‘Lua de mel pra quê? Nem abelha tem mais!'”

    FALECI AHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUHUAHUAUHAUHHUAUHAUHAU

  • A última vez que um (aliás, 2)conhecidos disseram que a mãe era gostosa a decepção foi tão grande que eu prefiro nem ver.

  • ” Dona Nhanhá não acha que foi “fácil” demais aceitando se casar tão rapidamente. “Com 91 anos, eu vou esperar o quê?””

    Ahh, que linda!

    Essa matéria me fez retomar as esperanças.

  • idade boa pra casar. só a lua de mel que num deve ser das melhores.

  • Povo mineiro, que nem o Sicko…

  • O amor e lindo
    nao inporta a idade

Discuta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *